arquivo

Crônicas

Nada tenho contra os intelectuais, a não ser quando eles dão conselhos práticos. Admiro sua erudição, suas citações de rodapé, seu esforço de explicação.  Mas quando olho pro mundo,  tudo me parece pura diversão, mutação no tempo. E a vida continua sendo o de sempre: um trajeto garantido entre o berço e o túmulo. Nesse meio tempo, com sorte, podemos achar algum prazer ou diversão.

Não vou ser aqui aquele sábio que diz amar a sabedoria pela sabedoria. Sabedoria não tem nádegas nem sabor e nem de longe a emoção de surfar uma onda de, digamos, um metro de altura. Se tem, é de um modo transviado e doentio que ainda não atinamos bem.

Mas o pior é quando agente fica sabendo que se o planeta se coçar só um pouquinho ou se um cometa se chocar com a terra, tudo pode ir pro beleléu. Milhares de livros sobre o Ser, a Existência,  Dialética da natureza, Teoria econômica, Psicologia humana etc vai tudo ser engolido por alguma placa tectônica nervosa.

Seria fácil se agente aceitasse, sem ilusão, que nós somos mortais como a bactéria que aparece na laranja, o peixe que vai pra panela com leite de coco e pimenta, o boi que vira churrasco e alegra os nossos domingos com salada de agrião.  Mas não, nós queremos uma dignidade maior diante dos bichos. Nós somos seres pensantes. A razão é divina. Escrevemos livros, construímos pontes, inventamos o chip eletrônico. Seria isso tudo à toa? Só Deus nessa causa? Tudo vai ser esquecido?

Não, não é fácil aceitar que uma vida tão complexa e tão elaborada acabe simplesmente em Nada!  Mas nem por isso as abelhas desistem de fazer mel e proteger a sua colmeia. Nem por isso as formigas param de trazer gravetos pras suas tocas, e alimentar a rainha. E se eles não planejaram isso antecipadamente, a natureza planejou por eles. Não faz muita diferença.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coragem, o cão covarde,  não Johnny Bravo — eis aí como me sinto nesse momento. Indignado com a carne contaminada nos açougues, esqueço da reforma da previdência. Inconformado com o mensalão e com o petrolão, esqueço os milhões de miseráveis que saíram da extrema pobreza no governo Lula-Dilma para gritar em favor do Juiz Sérgio Moro

Ah Coragem, seu cão covarde. Pequeno burguês conciliador de coisas aparentemente inconciliáveis. Vai no facebook e comenta um “Fora Temer”, “Lula na Cadeia”, “Morra Dilma” ou coisa parecida. Pede intervenção militar. Faz qualquer coisa radical, grava um vídeo conclamando a classe operária, pede o estado mínimo. Mas que diabos, Coragem, sai da zona de conforto,  do teu pacote de turismo, da tua receita de tapioca.

Fiquei animado a fazer alguma coisa e juro que faria, se não estivesse passando agora o desenho animado do Titio Avô.

Um teórico da conspiração Russo afirma que de 16 não passa. O enorme meteoro está chegando e se cair no mar vai provocar enormes tsunamis; e cair no continente então, adios muchachos.   A Nasa desmente o Russo, dizendo que ele vai passar muito longe da Terra. O Russo desmente a Nasa, dizendo que ela guarda segredo de onde o meteoro vai cair.

Na dúvida, ponha todos os seus boletos no débito automático.

Depois de ouvir muitas frases parecidas com “Olha o que estão escondendo de você”,  fico pensando se um dia vão nos avisar que o Brasil já faliu. E foi em minhas caminhadas costumeiras pelas redondezas do Jardim São Paulo (Zona Norte de Sampa) que comecei a me dar conta de quanto o buraco é mais embaixo.

Encontrei um bar com uma placa de “Passa-se o ponto”. Depois outro, e depois mais um. Vez ou outra aparecia ao lado daquela placa uma outra de “Aluga-se”.  E o que me deixou mais admirado é que esses bares funcionavam em aparente normalidade há apenas duas ou três semanas atrás. Não eram novatos no negócio. Muitos deles estavam ali há pelo menos 5 anos.

Logo saindo to Tucuruvi achei um cartaz pregado na parede, informado a chegada do planeta Hercólubus.  “Nasa oculta a verdadeira trajetória do planeta Hercólubos/Planeta-X/Nibiru/Planeta 9”.  Está na Bíblia, segundo os autores. É o Apocalipse. Trump seria, segundo outros, a Besta que arrastaria as multidões.  Os EUA seria a grande prostituta a que a Bíblia faz referência. É o sinal do fim dos tempos.

Não liguei muito pro cartaz catastrofista. Mas quando ouvi notícias de agricultores destruindo tomates enquanto em outros lugares do planeta as crianças sofrem de fome crônica, decididamente  olhei pro céu, e apesar do barulho infernal do trânsito e da poluição do meio-dia, fiquei imaginando se não seria também possível uma conspiração para salvar a humanidade. E, é claro, não tenho a menor intenção de morar em Marte.

Segundo a revista Veja, Governo ajudará Teles  com um pacote de bondades que chega a 100 bilhões, segundo o TCU.   O valor do presente seria suficiente para aliviar a previdência por um ano. O presente maior foi para a Oi. Pelo menos você terá 49 anos para enviar selfies pelo celular até a aposentadoria. Oi, ainda  tem alguém Vivo por aí?