O cão covarde que queria ser Johnny Bravo

Coragem, o cão covarde,  não Johnny Bravo — eis aí como me sinto nesse momento. Indignado com a carne contaminada nos açougues, esqueço da reforma da previdência. Inconformado com o mensalão e com o petrolão, esqueço os milhões de miseráveis que saíram da extrema pobreza no governo Lula-Dilma para gritar em favor do Juiz Sérgio Moro

Ah Coragem, seu cão covarde. Pequeno burguês conciliador de coisas aparentemente inconciliáveis. Vai no facebook e comenta um “Fora Temer”, “Lula na Cadeia”, “Morra Dilma” ou coisa parecida. Pede intervenção militar. Faz qualquer coisa radical, grava um vídeo conclamando a classe operária, pede o estado mínimo. Mas que diabos, Coragem, sai da zona de conforto,  do teu pacote de turismo, da tua receita de tapioca.

Fiquei animado a fazer alguma coisa e juro que faria, se não estivesse passando agora o desenho animado do Titio Avô.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: